| Login | Crie o seu Jornal Online FREE!

O FOLHETINHO de Guarulhos
Desde: 25/10/2003      Publicadas: 480      Atualização: 21/09/2016

Capa |  Agenda de Eventos da Levadinha  |  Classificados  |  Filosofia, Saber e Religião.  |  Geral  |  Memórias  |  SAFARI CULTURAL  |  SAFARI ESPORTIVO


 Memórias

  25/12/2014
  0 comentário(s)


LEVADINHA(S) X Corrida do Batom.

No trabalho de 12 anos, mais de 135 competições, 74 pódios, títulos importantes principalmente na distância dos 5 km como Troféu Independência do Brasil, Circuito de Corridas de Guararema, 5 km Internacional de Guarulhos, Corrida do Internacional Shopping, Volta da Penha. Tudo isso e um grande desafio que nos assombra através dos tempos: Precisamos vencer a Corrida do Batom!

LEVADINHA(S) X Corrida do Batom.A Jéssica Levadinha praticamente nasceu correndo. Um bebê energizado. Andou muito cedo, nem me lembro se chegou a gatinhar. Eu dizia, vou treinar e volto logo. A menina ficava no portão da casa aguardando o meu retorno. Do jardim Bela Vista ao Bosque Maia, três quilômetros de caminhada, adivinha quem me acompanhava? Ela, uns seis anos de idade, energizada, espertinha na passada. No dia 1º de maio de 2003 participou da sua primeira competição. Uma corrida infantil de 3 km promovida pela Prefeitura de Guarulhos no Bosque Maia. Sentiu muitas dores nas pernas, a boca secou e correu o percurso quase todo ao lado da ambulância que escoltava a última colocada! Ali conheceu a sua primeira lição nas corridas de rua: Enfrentar as dificuldades com valentia. Começou perdendo, como todos os grandes talentos do esporte.
Passados alguns dias a menina aprendeu a consolidar a sua escolha. Cismou que gostaria de fazer parte de uma banda de rock, no caso eu teria que lhe comprar um instrumento chamado baixo. Passamos a acompanhar a todos os espetáculos musicais que se apresentavam na cidade. Também aos recitais poéticos e encontros culturais. Enfim se decidiu, não queria um baixo. Apaixonou-se por um tênis da marca Rainha. Com uma planilha baseada em longas caminhadas e exercícios numa academia do bairro, começou a sua base no esporte. A sua próxima competição se deu em 2005, uma competição que organizei no Jardim Santa Lídia. No dia 26 de maio de 2005 estreou na Corrida do Batom de Guarulhos. Após o evento, fizemos um pacto de um dia vencer a Corrida do Batom "nem que isso levasse a vida toda". Até 2014 foram sete tentativas, e como a corrida de rua está cada vez mais competitiva, talvez a gente passe a "vida toda" tentando.
Nós sabemos onde repousa a nossa ousadia.


  Mais notícias da seção Papo de Rede no caderno Memórias
02/12/2015 - Papo de Rede - O novo perfil de alguns dos próximos candidatos à Presidência do Brasil
Existe uma diferença entre marketing eleitoral e marketing político. Eleitoral é direcionado para uma campanha, já o marketing político está relacionado à imagem do político por toda a sua vida pública. O governador Alckmin, penso eu, com essa truculência toda no tratamento com alunos e professores, alavanca ou acaba com o seu interesse em se candi...
04/08/2015 - Papo de Rede - Ponto de vista: Treinamento, lesão e recuperação
Sempre que vejo um atleta profissional lesionado, fico no desespero. Se uma pessoa que vive do esporte e para o esporte, tendo amplo conhecimento da mecânica do movimento, da fisiologia do exercício, contando com assessorias esportivas, médicos, tecnologia, passa por isso......
14/10/2014 - Papo de Rede - Velhinho voador
Hoje aconteceu uma situação hilária na Corrida Santos Dumont. O João Baptista Ruza, de 77 anos, meu pupilo, competia na distância de 4,2 Km e se perdeu pelo caminho. Ele, que tem dificuldades visuais, solicitou ajuda de um soldado que fazia trabalho de estafe na corrida. O militar segurou o nosso atleta pelas mãos e o encaminhou até o lugar certo, ...
05/08/2014 - Papo de Rede - Ordem é Progresso.
Há uma maneira certa para todas as ações, todos os projetos, no tempo certo e do modo mais correto. Organização, disciplina, cada item no seu lugar. Precisa lei e cumprimento dos procedimentos. Sem isso, nada tem sentido. Ordem É Progresso....
05/08/2014 - Papo de Rede - Pula Pula.
MACACO QUE MUITO PULA QUER CHUMBO. Na história vimos grandes pessoas que ao chamar atenção simplesmente foram destruídas ou caçadas meramente pela inveja, ciúme ou mesmo pela incompreensão dos seus pares. O segredo é ficar caladinho e, mineiramente, comer pelas beiradas da sua tigela....
05/08/2014 - Papo de Rede - Buscas e caminhadas.
A verdade mora dentro de cada um de nós, sendo assim, sempre achamos que tudo o que serve para nós deve necessariamente servir aos outros. E vamos pregamos a nossa fé baseados em livros como a Bíblia, o Alcorão e outros tratados, e obrigando nossos amigos e familiares a seguirem as nossas "verdades" e crucificando todos que não entendem o nosso pes...
05/08/2014 - Papo de Rede - É preciso brilhar.
Não exijo perfeição, mas caminhar comigo tem um preço, e o liga tem que amar o que faz, vestir a camisa e suar. Isso eu aprendi com o passar dos anos, até porque fui descuidado com os meus empreendimentos no passado. A vida só pode ter sentido para aquele se apaixona pelos seus talentos e os coloca a serviço da humanidade.É preciso brilhar!...
02/05/2014 - Papo de Rede - Sobre Airton Senna da Silva
Ídolo nacional, maior esportista do planeta. Metódico, inflexível, dinâmico ao extremo, egocêntrico, individualista, mafioso quando o assunto era a pista, o carro, o circuito e o pódio. Visto por todos os ângulos, alguém para se amar, admirar e odiar...
01/03/2014 - Papo de Rede - Linha da cal.
Coisas de berço e me ensinaram que eu deveria andar com a multidão. E passei a vida às margens do tal caminho da multidão. É proibido pensar diferente e eu sempre estou na marca da cal, e alguém acaba chutando as minhas esperanças para a linha de fundo. Mas eu sou forte como o aço e vou renascendo nas cinzas dos meus pesadelos ou dos pesadelos dos ...
01/03/2014 - Papo de Rede - Vai na fé, vaI!
Coisas de berço e me ensinaram que eu deveria andar com a multidão. E passei a vida às margens do tal caminho da multidão. É proibido pensar diferente e eu sempre estou na marca da cal, e alguém acaba chutando as minhas esperanças para a linha de fundo. Mas eu sou forte como o aço e vou renascendo nas cinzas dos meus pesadelos ou dos pesadelos dos ...
15/02/2014 - Papo de Rede - As armadilhas das vaidades
Se eu voltasse no tempo eu faria tudo de novo no esporte e na minha profissão. Salvo umas raras amizades dos tempos de Letraviva, eu não suporto pensar que perdi tanto tempo na vida sonhando que era poeta. Gente nasce para correr, ou gente nasce para escrever....
27/12/2013 - Papo de Rede - Talento jogado no lixo
Eu vivi o maior exemplo de como NÃO se tornar um campeão. Enquanto atletas de fato treinavam para vencer, eu sonhava vencer. Vivia com a cabeça nas nuvens executando caminhadas e trotes longos, como sair da minha casa em Guarulhos e me perder em Mairiporã, passadas acompanhadas por pensamentos de pódio, pessoas aplaudindo minhas façanhas e minhas ...
11/07/2013 - Papo de Rede - Pensamentos do Levadinha
Os autodidatas dominam o mundo do esporte e da guerra há séculos. As táticas militares podem ser bem aproveitadas no esporte de alto rendimento. Ser franco-atirador é uma vantagem, exatamente pela estratégia de atirar e recuar, esconder-se nas sombras. O golpe certeiro e inesperado. Só sentir o momento. Carece apenas de treinamento e sensibilidade....



Capa |  Agenda de Eventos da Levadinha  |  Classificados  |  Filosofia, Saber e Religião.  |  Geral  |  Memórias  |  SAFARI CULTURAL  |  SAFARI ESPORTIVO
Busca em

  
480 Notícias